O QUE É PROCESSAMENTO VISUAL?

A visão, entre os cinco sentidos, pode ser considerada a mais importante para nós, humanos, pois através dela recebemos mais de 75% das informações referentes ao mundo exterior.

Todos os órgãos dos sentidos são formados seguindo, em síntese, as mesmas características: um sensor
periférico, um analisador central, um sistema integrador com os demais sistemas sensoriais.

O exame que analisa todas as fases desse processo recebe o nome de EXAME DO PROCESSAMENTO (ÓRGÃO DO SENTIDO ANALISADO – VISUAL, AUDITIVO, TATIL, ETC.)

O que é o EXAME DO PROCESSAMENTO VISUAL?

É o estudo dos processos envolvidos na detecção e interpretação da imagem percebida pelo aparelho visual.

O que envolve este estudo?

São estudadas as características descritas no parágrafo anterior (o sensor periférico, o analisador central, o sistema integrador com os demais sistemas sensoriais). Classificam-se as fases do estudo em:

– Decodificação
– Codificação
– Organização

- Decodificação

Nesta fase o oftalmologista realiza os exames habituais para verificar se o individuo é capaz de enxergar. Verifica a existência de doenças atuais ou passadas. Prescreve óculos, aplica exercícios ortópticos, prescreve medicamentos, realiza cirurgias (quando necessário).

– Codificação

A partir deste ponto a avaliação escapa da rotina oftalmológica. Verifica-se se o paciente é capaz de identificar, interpretar, dar atenção necessária às informações captadas pelo aparelho visual. Distúrbios da codificação não são corrigidos com óculos normais, exercícios, medicamentos ou cirurgias. As falhas encontradas nessa fase exigem tratamento multiprofissional que depende do objetivo a ser alcançado (escolarização, trabalho em indústria, etc.)

- Organização

Este nome justifica-se porque é o momento de integrar as informações recebidas dos diversos sistemas sensoriais e gerar uma ação. Envolve desde a própria postura corporal em relação a si mesmo e ao espaço que o cerca, até situações mais elaboradas como leitura, escrita, praticar esporte e realizar atividades motoras e intelectuais complexas.
Distúrbios da organização também não são corrigidos com óculos normais, exercícios, medicamentos ou cirurgias. As falhas encontradas nessa fase exigem tratamento multiprofissional que depende do objetivo a ser alcançado (escolarização, trabalho em indústria, etc.)

DESORDEM DO PROCESSAMENTO VISUAL (DPV)

Pode ocorrer por:

• Baixa visão e/ou
• impedimento na habilidade de analisar/interpretar/utilizar padrões visuais

Manifestações da DPV

São observadas:
• manifestações comportamentais
• manifestações clínicas

Manifestações Comportamentais
• atenção visual prejudicada;
• dificuldade de enxergar em ambientes com variação de luminosidade;
• problemas de leitura e escrita;
• problemas na interpretação de imagens, mapas, figuras e fotos;
• dificuldades em realizar equações matemáticas;
• dificuldade de compreender objetos em movimento (esporte);
• baixa noção de perigo.
• dificuldade em entender imagens que transmitam piadas
• disgrafias;
• dificuldade em compreender o que lê;
• distração;
• agitação, hiperatividade, ou introversão
• desajuste social (ou brincam com crianças mais novas ou adultos mais tolerantes)
• tendência ao isolamento (sentem-se frustrados ao perceberem suas falhas na escola, trabalho e no lar)
• desempenho escolar inferior em leitura, gramática, ortografia e matemática;